Espírito Eugênia-Aspásia

7 de dezembro de 2006
 

Empunhando o Estandarte do Ideal.

Benjamin Teixeira
pelo espírito Eugênia.

Meus muito prezados amigos, minhas caras amigas,
Que Jesus Cristo e Maria Santíssima nos abençoem hoje e sempre. Cristos há, não só Jesus e Maria, mas infinitos, em outros mundos, em outras dimensões (*1). Cristos todos seremos um dia, conforme melhor aproveitemos nosso trajeto evolucional.
Apenas lembro que não há nada de controverso em dizermos ser Maria um Cristo, porque não é somente mais um que existe, mas inúmeros. Estou respondendo aos questionamentos de alguns de vocês, esclarecendo, por fim, o grupo de uma forma mais genérica.
Gostaria de aproveitar para recordá-los também, num estudo simbólico-sincronístico (*2), de que, em outras épocas, em nosso próprio Brasil, estaríamos festejando, em considerando a data cívica da pátria, o Dia da Bandeira Nacional, para que nos remetamos, alegoricamente, a outros estandartes, como o da fé… Fixemos a flama do ideal, que não levantamos com o mesmo orgulho com que muitas vezes apresentamos insígnias profissionais, acadêmicas, sociais ou financeiras, vangloriando-nos do que possuímos ou do que conquistamos, e, de reversa maneira, não nos esqueçamos de, ousadamente, nos expor ao mundo como pessoas de bem, que desejam fazer o bem, não por serem melhores ou especiais, mas porque procuram acertar. E procurar acertar não indica nenhuma virtude especial, mas, muito diversamente, constitui um dever de todo ser humano lúcido e honesto.
Que empunhemos com entusiasmo esta bandeira da vocação e da fé, que não nos envergonhemos de nosso desejo e determinação em fazer o nosso melhor, e estaremos, assim, atraindo as bênçãos do Céu abundantemente, de molde a que possamos fazer mais e melhor. Lembremo-nos da advertência de Jesus, ao dizer que aqueles que d’Ele (ou seja, de seu próprio ideal) se envergonhassem seriam-Lhe também motivo de vergonha, diante do Pai… Logo, quem se envergonha do essencial é por este abandonado, desconectando-se do Fluxo Divino.
Cada um de nós, a partir de hoje, tome uma rota, de modo peremptório, resoluto, de progressivamente fazer o bem em maior medida e com mais qualidade (mas priorizando esta última: qualidade), considerando que estamos, encarnados ou desencarnados, convivendo, numa certa existência no plano físico ou num dado período intermissivo, com aquele grupo de pessoas ou aquel’outro conjunto de companheiros vinculados a compromissos sociais, profissionais, estudantis, religiosos, políticos, ou ainda de lazer e desporto, por Determinação Divina, para que interajamos com nossos irmãos em humanidade e permutemos valores evolutivos a nosso próprio benefício, bem como daqueles com quem temos intercurso fraterno, acelerando-nos o crescimento reciprocamente.
Quero, assim, agradecer, novamente, o ensejo de palestrar mais diretamente com os queridos ouvintes, lembrando-lhes que não estamos sós, nenhum de nós, principalmente nos momentos mais difíceis, mais dolorosos de nossas existências… Temos as almas laceradas pela provação, para que, de dentro dela, surja a luz, assim como a ostra revela, no fundo do oceano, a pérola preciosa. Destarte, tragamos do âmago mais profundo de nossos corações, dos recôncavos mais íntimos de nossas almas, as preciosidades de nosso Eu Superior, como dito no início da preleção da noite, e assim estaremos nos capacitando a singrar os vôos espetaculares rumo ao infinito e à eternidade.
A irmã em Cristo, professora e mãe de todos,
Eugênia.

(Mensagem recebida psicofonicamente, pelo médium Benjamin Teixeira, no dia 19 de novembro de 2006, ao final da palestra pública de domingos, que acontece às 19h30min, no Espaço Emes, Aracaju, Sergipe. Revisão de Delano Mothé.)

(*1) Cristo ou Buda indica um nível de evolução – o máximo para os padrões da Terra.
(*2) Sincronicidade, conceito de Jung para coincidências significativas de relação não-causal.
(Notas do Médium)

ESPETÁCULO BENEFICENTE.
Texto de divulgação de Marilia Teixeira: “Gostaria de lembrá-los do Concerto de Natal 2006, a se realizar no dia 7 de dezembro (quinta-feira), às 20h30min, no Teatro Tobias Barreto (Aracaju/SE), em comemoração aos 20 anos do Coro ‘Ministro Luiz Carlos Fontes de Alencar’ (TJ/SE), que tem como regente Maria Corina Santos. O evento também contará com a participação das solistas Marilia Teixeira (soprano/SE) e Marilda Costa (soprano/BA), todos acompanhados pela Orquestra Sinfônica de Sergipe, sob a regência de Guilherme Mannis. O acesso ao teatro será permitido mediante a doação de 1 kg de alimento não-perecível a ser posteriormente entregue à Sociedade Filantrópica Maria de Nazaré (Salto Quântico). Compareçam! Aproveitem esta oportunidade de agradecer a Deus por tantas dádivas recebidas, orando enquanto apreciam boa música, além de aliviar um pouco a necessidade alheia! No repertório, obras de Bach, Handel, Haydn, Mozart e Vivaldi.”

Fonte: http://www.saltoquantico.com.br




Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: