Espírito Eugênia-Aspásia

28 de março de 2006
 

Sopros de Sabedoria – 58.

pelo espírito Eugênia.

Compulsemos “O Livro dos Espíritos”, na questão 728. Desejo comentá-la.

Pergunta: É lei da Natureza a destruição?
Resposta: Necessário é que tudo seja destruído para renascer e se regenerar. Porque o que chamais de destruição não passa de uma transformação, que tem por fim a transformação e a renovação dos seres vivos.

Quanto mais as criaturas se queixam de determinadas injunções em suas vidas, mais próximas estão elas de passar à nova fase existencial; e devem facilitar a travessia, desapegando-se dos elementos constituintes da etapa vencida, assim adentrando o período posterior de evolução, que tem início com o colapso do antigo sistema.

Destruição também é a decepção, o abandono, a morte de entes queridos, a falência, o desemprego, a perda da confiança e da fé em alguém estimado. Toda certeza que rui, toda abundância que cessa, todo favor que desaparece indicam a introdução do indivíduo em novo estágio de desenvolvimento psicológico e espiritual, convocando-o ao exercício da solução e do equilíbrio, em nível mais alto de complexidade, compelindo-o a lidar com mais intrincadas contradições, a alargar-lhe a consciência com percepções mais agudas, a complexificar o raciocínio com proposições mais imbricadas, a elevar o espírito com sentimentos mais nobres e altruísticos.

Agradeça a Deus as crises sofridas e trate, imediatamente, de averiguar a lição oculta que subjaz à prova, a fim de que a absorva e a transforme em parte de seu psiquismo, como conquista feita, como matéria agregada à sua alma.

(Texto psicografado por Benjamin Teixeira, em 27 de março de 2006. Revisão de Delano Mothé.)




Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: