Espírito Eugênia-Aspásia

17 de março de 2003
 

Tranquilizando-se

Benjamin Teixeira
pelo espírito
Eugênia.

Deus não pede sacrifício completo de pessoa alguma.
Não pretenda fazer muito, mas fazer bem.

Se não tem forças hoje para soerguer-se numa área de sua vida, levante-se em outra.

Se por ora seu ideal parece longínquo e absurdo, medite em torno dele, trabalhe em seu planejamento e tome iniciativas modestas, mas continuadas, no sentido de realizá-lo, para que efetivamente possa se aproximar do possível.

Hoje, está você triste porque não alcançou plenamente o seu ideal? Por isso mesmo ele é ideal. Não se frustre por o óbvio e esperável ocorrer. Concentre-se em concretizar o exequível, e siga, resoluto, na senda que lhe conduz à paz e à felicidade.

A Divina Providência, antes de esperar transcendência de suas criaturas, almeja-lhes integridade, completude, a plena manifestação dos atributos concernentes ao seu atual nível de consciência. O Salto Quântico de qualidade de vida, de padrão de consciência, é um fenômeno que se dá espontaneamente, após a vivência da totalidade em um dado nível de evolução. Portanto, em vez de programar-se para ser anjo, planeje sua plena humanidade, e a angelitude, ao tempo certo, após esgotar o seu aprendizado no plano humano, chegará naturalmente a seus caminhos.

Hoje é dia de você rever suas metas. Estão adequadas às suas reais condições psíquicas, intelectuais, emocionais e morais? Não seria hora de reduzir o estresse, ao apropriar objetivos à suas possibilidades concretas de realização? Deve ser ousado, sim, mas sensato, concomitantemente, ou estará, ao reverso de potencializando seu poder de fazer e ser, na verdade caminhando para boicotar seus melhores ensejos de realização e transformação, defenestrando todo um universo de oportunidades de uma vida física.

Reavalie seus princípios, ressignifique seus valores de vida, repagine toda a sua existência. Use o termômetro do bem estar profundo, para averiguar se está na trilha mais ou menos certa para você. E, por fim, confie em Deus, renunciando ao prurido de controle, tão típico ao ego. Porque se, afinal de contas, você realmente confia na existência de um Poder Todo Amor, por que tanta ansiedade, medo e angústia?

Entregue-se completamente aos braços amorosos do Ser Infinita Bondade e, fazendo sua parte com equilíbrio e moderação, viva em paz, na doce expectativa do melhor, porque, se feita sua parte, algo que programava não acontecer, indubitavelmente, o Divino Amor lhe reserva, para logo mais, algo muito, mas muito melhor mesmo.

(Texto recebido em 16 de março de 2003.)




Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: