Espírito Eugênia-Aspásia

24 de outubro de 2002
 

Da Dor à Paz.

Benjamin Teixeira
pelo espírito
Eugênia.

Sofre dúvida atroz? Não tem problema: aguarde pelo posicionamento do destino. Não tome nenhuma decisão precipitada. Suspenda todo impulso de agir com pressa, e pare, contemplativo, enquanto durar o atordoamento. Deixe que o tempo retempere os elementos difusos, dando-lhes contornos mais definidos.

A vida é feita de equilíbrio e paz.
Onde haja o excesso, imediatamente se faz presente a dor do desajuste. Acontecendo isso, então, retraia-se, até que o equilíbrio se restabeleça.

Sua mente rodopia no torvelinho da quase-loucura?
Descanse do estresse em que chafurda a mente e procure ouvir a voz da meditação, da oração, da serenidade. Onde houver paz, a verdade não demorará a surgir.

Você, amigo, em vez de propriamente estar à beira do abismo, como se sente, precisa apenas repousar a psique em águas cálidas de vibrações mais calmas. Relaxar, confiar em Deus, ouvir a voz do coração, ler página reconfortante ou de estímulo à fé, procurar manter-se antenado na própria intuição, esforçar-se por estar sempre produtivo para o bem comum.

Não é necessário muito para ser recambiado ao universo da paz. Se está determinado a ser solidário, sempre ativo no campo de serviço à humanidade; se mantém viva sua fé em Deus e em Seu Infinito Amor, esteja certo: com calma, aqui ou além, a Força da Divina Providência sempre o levantará.

(Texto recebido em 22 de outubro de 2002.)




Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: