Espírito Irmã Brígida

13 de setembro de 2002
 

Permissão Divina para Cair.

Benjamin Teixeira
pelo espírito
Irmã Brígida.

O Senhor permitiu que você caísse:

para que você tenha mais humildade,
para que se lembre de perdoar os mais fracos que você,
para que não desista de tentar se melhorar dia a dia,
para que ame os criminosos,
para que não se entregue ao vício da maledicência,
para que seja mais modesto em suas ambições,
para que não deseje demais,
para que tenha melhores sentimentos,
para que se ligue mais a Ele,
para que se afaste do mundo e se aproxime do Céu, por dentro de si mesmo.

É possível, ainda, que caia diversas vezes e, assim:

Sentir-se-á irmão dos criminosos.
Perdoará com mais qualidade.
Aproximar-se-á de Deus.
Será mais parecido com os anjos.

Não por acaso, Santo Agostinho disse certa vez: “O pecado aproxima o homem de Deus.”

Não seja displicente, procure se corrigir, mas jamais se renda a cultos de autodepreciação, porque, meu irmão, em última análise, você é Filho de Deus, e, como tal, jamais deve se sentir réprobo de Seu Amor e de Sua Luz, mas, sim, estar cônscio de que, por mais erre, será contínua e fatalmente seguido por Sua Infinita Bondade, que o envolverá em bênçãos de paz e oportunidades renovadas de recomeço, sempre que, por mais sutil seja o impulso, queira se emendar e tomar rumos novos de ação no campo do bem.

(Texto recebido em 12 de setembro de 2002.)




Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: