Espírito Eugênia-Aspásia

15 de maio de 2002
 

Querem Calar Sua Voz

Benjamin Teixeira
pelo espírito
Eugênia.

Querem calar sua voz. Lançam-lhe vitupérios aos ouvidos sensíveis da alma, angustiam-no o espírito com impregnações mentais negativas, pressionam-no até o limite de suas forças, ativam-no em suas fraquezas, para humilhá-lo e tentar-lhe provar incapaz da obra de socorro ao semelhante que assumiu como missão de vida.

Não se deixe, jamais, seduzir por essas insinuações macabras de desistência. Sabe que o caminho que tomou é sem volta, magnificamente sem volta: agora é o bem ou o bem. Assim, permita-se engolfar com as Forças de Deus que lhe afluem de mentores, amigos espirituais e autoridades angélicas que lhe endossam a encarnação e lhe sustentam os impulsos beneméritos. Por mais que tudo tenha andado mal até agora, confie no Divino Amigo que lhe soerguerá do caos em que foi precipitado, encarapitando-o na glória da paz e da realização plena.

Agora, o silêncio angustiante do desespero. Olhe, então, para cima, e recorde-se que Deus, Infinita Bondade, jamais deixará alguém relegado ao abandono da desgraça, sobremaneira alguém que se empenha no serviço sincero ao seu próximo.

Dessarte, por motivo nenhum entregue-se a esses ímpetos diabólicos de desistência, nem mesmo às propostas sinistras de desânimo, que trazem embutidas as sementes da falência dos propósitos que o animam.

Hoje e sempre, entenda que você nasceu para a satisfação dos impulsos de transcendência que lhe existem em gérmen e que devem medrar, fatalmente, como matrizes divinas em seu íntimo, até o pleno desdobrar.

(Texto recebido em 10 de maio de 2002.)




Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: