Espírito Irmã Brígida

27 de julho de 2001
 

Parto Psíquico.

Benjamin Teixeira de Aguiar,
pelo Espírito Irmã Brígida.

Você sofre as dores de parto? Agradeça aos Céus a crise que lhe dilacera as ilusões, e acerque-se da paz que lhe é bafejada pelo processo de renovação íntima.

Sua situação é crítica? Mas vai passar. Assimilando-lhe as lições implícitas, que lhe são sopradas, e mantendo-se fiel ao essencial, o resto por consequência se resolverá.

Asile-se no íntimo de seu coração, e permita que os castelos de fantasia esbarrondem, com o estrépito sinistro dos grandes cataclismos. Após a devastação, virá o período fértil da renovação.

Às vezes, quando mais seguros nos sentimos, no albergue perigoso de nossos sonhos infantis, chega a tempestade arrasadora do destino, a nos amadurecer as fibras d’alma, para a assunção de maiores medidas de responsabilidade. Assim, parecia tudo bem, mas não estava. Muito pelo contrário: você se mantinha exposto. E, ao reverso do que seus sentimentos imediatos lhe possam sugerir, encontra-se você muito mais seguro agora, ao perceber-se vulnerável, mas vendo e enfrentando o perigo, do que quando se escondia sob uma proteção fictícia, sem nenhum esforço de defesa.

Bem-aventurada a crise que desenvolve e fortalece, e que aponta para novos páramos de felicidade, preparando o indivíduo para as alturas. Bem-aventurados os momentos de amargura bem vividos, no exercício da reflexão e do autoaperfeiçoamento… Nada constituirá, mais claramente, uma visita de Deus do que esses instantes sublimes de metanoia.

(Texto recebido em 27 de julho de 2001.)




Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: