Assembleias

23 de março de 2001
 

Assembléia sobre a Tristeza.

Pela dimensão de sua tristeza, pode dimensionar a extensão da alegria que se está negando.

Anacleto.

Não desista de seus sonhos, ou a tristeza fará morada em seu coração, apodrecendo as mais preciosas células de sua alma e tornando sua vida um contínuo pesadelo.

Eugênia.

Conte com a alegria alheia, nos seus planos de ser feliz. Não considerar o bem que se pode fazer ao semelhante é condenar-se à desgraça de ver em ruínas seus mais caros ideais.

Gustavo Henrique.

Não existe alegria sem Cristo no coração. A tristeza é o coração em tumba, onde Jesus ainda não ressuscitou.

Irmã Brígida.

Tristeza é a fossa ridícula de quem ainda não percebeu que pode ser feliz, se administra a própria vida corretamente.

Roberto.

Comece seu dia com uma prece. Dia com Deus, dia feliz. Dia sem Deus, abismo de todos os males, a começar pela completa falta de alegria.

Selma.

Tristeza é a mostra mais clara da ignorância de si. Quando há bom conhecimento de si, há boa gerência emocional e mental, de modo que não há espaço para demoras, na baixada psicológica da tristeza.

Eustáquio.

Não quero falar de tristeza, só quero falar de alegria, e não há alegria sem amor. Encha sua vida de amor, e sua vida será feliz. O amor tudo transforma e tudo edifica, já se disse muito. Precisa-se, agora, partir para a prática.

Egberto.

Já prestou atenção nos ares graves de quem se leva muito a sério? Relaxe, e compreenda o bom humor como uma válvula de escape para a própria loucura. Quando tudo estiver a ponto de estourar, exploda numa gargalhada. O que hoje não se resolve, amanhã será solucionado. Descontraia-se um pouco e verá que aquilo que parece tão sério também não passa de um mero momento.

Temístocles.

Seu inconsciente oculta-lhe segredos emocionais que devem ser devassados, esquadrinhados e elaborados. Sem trabalho interior com os aspectos indesejáveis de si, não pode haver paz, muito menos alegria de viver. A sombra psicológica ignorada e reprimida é o demônio que atormenta todos os sonhos de felicidade.

Demétrius.

Tombaram a tristeza de Nosso Senhor Jesus Cristo e dos Santos da Igreja, em iconografias religiosas, como modelo de virtude. Não se pode ser feliz, enquanto não se supera o preconceito e a culpa, por conseqüência, que envolvem o viver satisfeito e realizado. Ser santo é ser, antes de qualquer coisa, muito feliz. Porque quem se aproxima da santidade, impregna-se de Deus e não pode haver ventura maior.

Eugênia.

Converta sua tristeza em estímulo à descoberta de sua felicidade. Sua dor tem algo a lhe comunicar: assimile seu conteúdo, e ela se dissipará naturalmente, e você terá recursos adicionais para avançar em direção à sua realização pessoal e à conquista da plenitude.

Anacleto.

(Mensagens recebidas pelo médium Benjamin Teixeira, em 23 de março de 2001.)





Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: