Espírito Eugênia-Aspásia

21 de fevereiro de 2001
 

Roteiro Seguro.

Benjamin Teixeira
pelo espírito
Eugênia.

Não perca tempo com futilidades. A vida passa mui rapidamente, e, logo logo, está-se amargando a velhice, cheia de remorsos e de frustrações.

Você me pergunta como aproveitar melhor o tempo e sua juventude, de modo a que não venha a se arrepender mais tarde de sérios desvios e/ou desperdícios, e não temos outro roteiro, mais seguro, que lhe ofertar, a não ser a voz da consciência, como luz para todos os problemas, caminho para todas as soluções.

Cada criatura, no imo de si mesma, já traz o gérmen do essencial, de tal modo gravado, que dispensa certos aparatos argumentativos para que compreenda o que realmente lhe é importante.

Para favorecer, todavia, ou intensificar essa conexão sublime: de si com a própria superconsciência, alguns recursos há, facilitadores:

1. Leitura de bom teor – de cunho espiritual, psicológico, auto-ajuda, não só propiciam o autoconhecimento do indivíduo, como lhe oferecem excelentes instrumentais de audodescoberta e autocontrole, bem como de gerência do próprio destino e catálise dos processos condutores à felicidade. Com mais recursos à mão, a voz da consciência (muitas vezes já inspirada pelos mentores desencarnados) tem mais recursos para suplantar preconceitos e transmitir a verdade pessoal para o indivíduo, de modo mais puro e direto.

2. Meditação – os estados alterados de consciência não só induzem à serenidade, mas também ativam faixas da psique e do cérebro que jazem normalmente inertes no ser humano moderno. Despertos esses estratos da mente, a voz da consciência – tecnicamente falando: da superconsciência – podem se manifestar de modo muito mais claro e fluente.

3. Auto-observação. É fundamental a ausculta das vozes, impressões e sensações interiores, por meio das quais as intuições mais profundas se comunicam ao indivíduo – um hábito, lamentavelmente muito pouco cultivado na cultura ocidental. O simples fato de se ouvir com atenção e profundidade é suficiente, o mais das vezes, para afastar a pessoa das piores quedas.

4. Procurar aconselhamento abalizado. Seja por meio de um bom terapeuta (não materialista), seja com um bom mentor religioso (com conhecimento psicológico), necessário que se tenham auxiliares externos para a íngreme subida no monte da ascese. Ninguém escala a montanha da transcendência sozinho. Há introvisões que só são desencadeadas por agentes externos. Reconhecer as próprias limitações e saber agir em rede, inclusive, é um dos elementos do processo de espiritualização.

5. Esforço e disciplina. Nada se consegue sem empenho. Assim, após encontrar as diretrizes mais adequadas ao seu caso, pelos caminhos anteriores, tudo fluirá água abaixo se não for aplicado com determinação e constância.

6. Oração. Nada se conseguirá sem o socorro do Alto. Deus é a Fonte dOnde tudo promana, e ignorar isso é sentenciar-se a amargas desilusões e expor-se ao risco de incorrer em graves, dolorosos e quiçá trágicos desvios de destino.

Siga essas sugestõezinhas simples – roteiro, porém, para uma vida inteira, e estará se garantindo a felicidade e a paz, em medidas que, por ora, sequer pode compreender.

(Texto recebido em 20 de fevereiro de 2001.)




Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: