Banners de sabedoria

22 de novembro de 2000
 

Pare para se sentir bem

 Verifique se você não está triste, por se forçar a dar mais do que pode. Disciplina é o controle do possível, sem a paranoia de exigir-se o inviável. Não se imponha cargas sobre-humanas de trabalho, excluindo de sua rotina atividades essenciais à sua saúde física, mental e espiritual, como o lazer, o convívio com a família, os momentos dedicados à leitura, ao estudo, à reciclagem de conhecimentos. Se você falha em algum desses âmbitos de vida, está incorrendo em sério desvio existencial, com implicações desastrosas para si mesmo, em futuro breve. O colapso cardíaco ou o câncer devastador, logo após a sonhada aposentadoria, aguardada com zelo para que se pudesse iniciar o que se deveria fazer a todo tempo, são ilustrações dramáticas do quanto se erra em não se viver equilibradamente, considerando todos os departamentos existenciais.

Talvez você não possa assistir a todas as competições esportivas ou apresentações de ballet de seu(sua) filho(a). Provavelmente, não conseguirá ler na extensão que desejaria ou que supõe necessária. Dificilmente encontrará lazer que se ajuste exatamente a suas propensões psicológicas. Todavia, os poucos minutos de carinho e atenção integrais ofertados ao filho querido, em um telefonema inesperado e amoroso; a leitura por alguns instantes, antes de conciliar o sono; a frequência a uma sessão de cinema ou o jantar à luz de velas com o cônjuge, se não um almoço amistoso com os colegas de trabalho, uma vez na semana, são perfeitamente exequíveis.

Cuidado com as neuroses de tempo perdido que campeiam na cultura atual. Nem sempre tempo improdutivo é perdido, quando dá espaço à recomposição de forças ou propele a mente a estados criativos. E tempo investido em si nunca é desperdiçado; ao contrário, constitui invariavelmente, de alguma maneira, um substancioso ganho indireto, quando não imediato.

Ser viciado em trabalho não significa ser mais responsável ou capaz que os outros, mas, sim, incompleto e doente, porque o workaholic vive mutilado em diversos setores existenciais, andando capenga e em trapos, por caminhos que poderiam estar engalanados de flores de alegria e paz.

Acorde para a vida. Sentir-se bem é fundamental.

Matheus-Anacleto (Espírito)
Benjamin Teixeira de Aguiar (médium)
20 de novembro de 2000




Cadastre-se e receba mensagens por e-mail: